CONEXÃO PASSIRA: CPRH INDENTIFICA MAIS DE 23 HECTARES DE DESMATAMENTO EM BELO JARDIM E BEZERROS.

Radio

terça-feira, 8 de julho de 2014

CPRH INDENTIFICA MAIS DE 23 HECTARES DE DESMATAMENTO EM BELO JARDIM E BEZERROS.

Após o recebimento de uma denúncia, equipes 

de fiscalização florestal da Agência Estadual de 

Meio Ambiente (CPRH) constataram 

supressão de 8,5 hectares de Mata Atlântica 

em Serra Negra, no Agreste. Durante 

uma fiscalização de rotina, em Belo Jardim, 

foram encontrados mais 15 hectares de 

caatinga desmatados. Os responsáveis pelos crimes 

ambientais foram identificados e terão que pagar multas de até R$ 5 

mil e R$ 4,5 mil por hectares, respectivamente.

No município de Bezerros, o desmate incluiu espécies popularmente 


conhecidas como Pitombeira, Murici, Embaúba e Espinheiro, 

normalmente encontradas em áreas de Agreste e brejos de altitude . O 

proprietário do local foi identificado e terá que pagar multa que pode 

chegar até R$ 5 mil por hectare, conforme Lei Federal nº 9605 de 1998, 

que também leva em consideração a possibilidade de prisão que varia 

entre um e três anos. O local, que serviria para a construção de chalés 

bangalôs, foi interditado.

Em Belo Jardim, um terreno privado que estava sendo desmatado 


próximo à PE-166 foi identificado pela equipe de fiscalização que 

passava pelo local para monitorar o replantio de árvores.  Foi feito o 

georreferenciamento e detectado que 15 hectares de caatinga já 

haviam sido desmatados. O responsável pelo terreno foi identificado e 

multado em R$ 4,5 mil. O local foi embargado. 

Nos dois casos, os responsáveis pelos desmatamentos receberam o 


prazo de 30 dias para apresentar projeto de recuperação da vegetação 

da área. Quem desejar contribuir com a preservação da natureza e inibir

crime ambiental pode fazer denúncias por meio da Ouvidoria da 

Agência através do telefone 3182-8923 ou pelo portal 

http://www.cprh.pe.gov.br/. A identidade do denunciante é mantida 

em sigilo.

Fonte  :  Diário de pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário