CONEXÃO PASSIRA: 07/01/2011 - 08/01/2011

Radio

domingo, 31 de julho de 2011

Chuvas continuam trazendo prejuízos no Grande Recife

Chuvas continuam trazendo prejuízos no Grande Recife
Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
31/07/2011 | Clima




Imagem: Ed Wanderley/DP/D.A Press


Em mais uma noite de chuvas, a Região Metropolitana do Recife continua sendo castigada pela ação das águas. Várias ruas ficaram alagadas no início da manhã, complicando a vida de quem teve que sair cedo de casa, cruzando Olinda e Recife. No bairro da Bomba do Hemetéria, na capital, uma barreira desabou sem deixar mortos ou feridos, mas atingiu parcialmente uma residência. Uma equipe da Defesa Civil da cidade se dirige ao local para tomar providências.
Na cidade de Ipojuca, no litoral sul do estado, as chuvas também atrapalharam a vida dos moradores. O sistema de distribuição de água da Companhia Pernambucana de Saneamento foi paralisado, graças à força das águas, causando uma redução de 80% da vazão necessária para abastecer com qualidade toda a população. Segundo a assessoria de imprensa da compesa, a água arrastou sujeira na Estação Elevatória da cidade, comprometendo parcialmente os trabalhos da mesma. A limpeza só será possível quando o nível do rio voltar a baixar.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Usuários podem trocar recicláveis por desconto na conta de luz

Projeto foi lançado ontem e vai beneficiar 12 comunidades do Recife e Olinda

 

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) lançou na manhã desta quarta-feira o Projeto Vale Luz que vai trocar produtos recicláveis por descontos na conta de energia em 12 comunidades do Recife e Olinda. A cada 15 dias, uma comunidade que participa do programa será visitada pelo caminhão do projeto, que vai receber o material e pesá-lo. “Com a pesagem, o consumidor já fica automaticamente cadastrado e o desconto entra na atual conta ou na seguinte”, explicou o presidente da distribuidora, Luiz Antônio Ciarlini.
Segundo informações da Celpe, os usuários que desejam participar do programa devem comparecer ao caminhão com um documento de identificação e o uma conta de luz - para o funcionário ver o número do contrato do usuário e o local de residência do cliente. As comunidades que vão participar da iniciativa são Cafezópolis, Laudicea (em Nova Descoberta), Sonho Meu, Alto Nova Olinda, Córrego da Gia, Coronel Fabriciano, Aguazinha, Ilha de Deus, Vila Imbiribeira, Aritana, Sítio Grande e Rabo da Lacraia.

A Celpe tem 3,1 milhões de clientes, dos quais 1,6 milhão tem tarifa social, aquela em que o usuário é considerado de baixa renda e tem a tarifa subsidiada pelos demais consumidores. “Dentro desse grupo, temos 700 mil clientes que pagam até R$ 10 e 400 mil usuários que têm uma conta de até R$ 4. Esse tipo de cliente poderá até ter a sua conta zerada”, comentou Ciarlini.

Os materiais que poderão ser trocados pelo desconto na conta são: PET, engradado (PVC, cadeira, forro), embalagem de xampu, detergente ou similares, sucata ferrosa, lata de alumínio, jornal, papel branco, revistas, papelão e embalagem TetraPak. Para saber quando o caminhão vai na sua comunidade, o leitor pode ligar 30358990 ou acessar o endereço( www.celpe.com.br/valeluzcelpe).

Cabo ganhará primeira Escola Técnica Estadual

Governador assinou edital que estabelece prazo de 90 dias para o início das obras de construção da unidade / Foto: Roberto Pereira/Divulgação


Cabo ganhará primeira Escola Técnica Estadual

Unidade ficará pronta em um ano e será construída no bairro da Destilaria

Fonte: Do JC Online

Governador assinou edital que estabelece prazo de 90 dias para o início das obras de construção da unidade

Foto: Roberto Pereira/Divulgação

O município do Cabo de Santo Agostinho, no litoral sul do Estado, ganhará sua primeira Escola Técnica Estadual (ETE). Com investimento de R$ 9,5 milhões, a unidade deve ficar pronta em um ano. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (27) pelo governador Eduardo Campos no evento que celebrou o aniversário de 200 anos de elevação da cidade à categoria de vila e os 134 anos de sua emancipação política.

É no Cabo que está sendo construído um dos maiores projetos econômicos do Estado, o Complexo Industrial Portuário de Suape, mas só agora a cidade receberá uma ETE. A qualificação da mão de obra é um dos maiores gargalos do desenvolvimento pernambucano e promessa de campanha do governador.

O edital que estabelece um prazo de 90 dias para o início das obras de construção da unidade foi assinado. A ETE ficará no bairro da Destilaria, no terreno da antiga destilaria Getúlio Vargas e terá 4.680 m² de área construída. Serão 12 salas de aula, quadra poliesportiva coberta, auditório, vestiários, refeitório, laboratórios e área de lazer.

Eduardo Campos disse, ainda, que há conversas com o governo federal para criar um campus no Cabo, que deverá oferecer cursos das engenharias.
ÁGUA – No evento, foi anunciada ainda a liberação de cerca de 5,4 milhões para obras de abastecimento de água no município. São R$ 3 milhões para a recuperação e ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA) SUAPE e outros R$ 2,4 milhões para a melhoria do abastecimento das comunidades de Charnequinha e Cidade Jardim.

De acordo com o Eduardo Campos, em 15 dias será iniciada a fase de teste do novo sistema de abastecimento de água das praias e até outubro o de Charnequinha e Cidade Jardim.

MOBILIDADE - Investimentos em mobilidade urbana também foram anunciados. Por meio de um termo aditivo, a PE-28 foi incluída no projeto de mobilidade da Região Metropolitana Sul. Outras 21 vias estaduais fazem parte da medida.
Orçadas em 4,5 milhões, as obras serão iniciadas ao final do período chuvoso. O governador garantiu que aplicará R$ 1,1 milhão apenas na PE-28. A rodovia leva os motoristas que saem da PE-60 a praias como Gaibu, Calhetas, Enseada dos Corais e Itapoama.
Com informações da assessoria de imprensa do governo.

A volta do Recifolia

A volta do Recifolia

 

A idéia pode parecer antiga, mas seus resultados são satisfatórios.
O Recifolia, criação do ex-secretário de Turismo da Prefeitura do Recife Carlos Eduardo Cadoca, hoje no PSC, voltará em novembro próximo, com novo nome, nova embalagem, novo lugar e para um novo percurso.
O carnaval fora de época, que tomou conta de Boa Viagem, passará a acolher todos os ritmos e terá como passarela o mesmo percurso do Galo da Madrugada, pelas ruas e avenidas do centro do Recife. Mas não terá, como o Recifolia, cordões de isolamento nem venda de abadás.
A idéia foi dada por empresários do Recife ao secretário de Turismo da PCR, deputado estadual André Campos (PT), que topou o desafio.
Ele jura que a Prefeitura do Recife não entrará com nenhum centavo, ficando os gastos (e os lucros) exclusivamente com os empresários e organizadores da festa popular.

Pernambuco e Recife têm restrições que impedem convênios com governo federal, aponta ONG

Pernambuco e Recife têm restrições que impedem convênios com governo federal, aponta ONG

POSTADO ÀS 20:38 EM 27 DE Julho DE 2011
Levantamento feito pela organização não governamental Contas Abertas mostra que, das cidades que receberão jogos da Copa do Mundo, apenas Belo Horizonte não está inadimplente no Cadastro Único de Convênios (CAUC) e no Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal (Cadin). Tanto Pernambuco, quanto o Recife têm restrições que, em tese, impedem o repasse de recursos federais.
De acordo com o Contas Abertas, caso sejam necessários convênios com o governo federal, as aprovações passam a ser uma incógnita. Desta forma, o repasse de recursos para obras de cidades que sediarão jogos do evento, terá que ser feito com a dispensa da consulta no CAUC, como ocorrem nas obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
Reguladas pela Lei n° 10.522, de 19 de julho de 2002, as informações do Cadin permitem à administração pública federal uniformizar os procedimentos relativos à concessão de crédito, garantias, incentivos fiscais e financeiros, bem como à celebração de convênios, como no CAUC, além de acordos, ajustes ou contratos.
O sistema disponibilizado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) faz o cruzamento não somente dos CNPJs das prefeituras e estados, mas inclui os CNPJs pertencentes à administração municipal e estadual, ou seja, das secretarias, fundações e empresas vinculadas a estes entes.
No Recife, há restrições de entidades municipais junto ao INSS, FGTS, dívida ativa da União e Cadin. O Estado só não tem restrições ligadas ao FGTS.

Ustra dirigia tortura, afirmam testemunhas

Em audiência em fórum de SP, Vannuchi relata agonia de Merlino, após suplício nos porões do DOI-Codi; ex-comandante não comparece e será ouvido em Brasília


27 de julho de 2011 | 20h 18
 
Fausto Macedo / SÃO PAULO - O Estado de S.Paulo
Em audiência na 20.ª Vara Cível do Fórum João Mendes, no coração de São Paulo, cinco testemunhas arroladas pela família do jornalista Luiz Eduardo Merlino relataram ontem atos de tortura a que ele foi submetido há 40 anos nas dependências do DOI-Codi – unidade do antigo II Exército – e atribuíram a violência ao coronel da reserva Carlos Alberto Brilhante Ustra, então major e comandante daquela unidade militar.
Declarou a testemunha Paulo Vannuchi, ex-ministro de Direitos Humanos do governo Lula, que naquele ano, 1971, também foi capturado e encontrou Merlino agonizante nos porões. "Na porta da cela 3, um jovem foi trazido e colocado em uma mesa escrivaninha para receber massagem de um enfermeiro que usava calça verde-oliva, que tinha um nome boliviano, traços indígenas. Essa massagem foi na porta da minha cela. Eu perguntei ao rapaz o seu nome, ele respondeu com uma fala muito enfraquecida, eu não entendi, achei que era Merlin. Eu era estudante de Medicina, notei que a massagem era feita em uma das pernas com um quadro de cor escura, cianose, risco de gangrena."
Enquanto fazia seu relato, Vannuchi desenhou um croquis da carceragem e entregou-o à juíza Claudia de Lima Menge, que conduziu os trabalhos de forma objetiva. Ela indagou aos depoentes se foram torturados ou se testemunharam agressões. "Ele (Ustra) comandou todas as sessões de tortura", afirmou Vannuchi.

A praça do fórum recebeu manifestantes que empunhavam cartazes, faixas e fotos de Merlino e de muitas dezenas de desaparecidos políticos. "Cadeia para o Ustra, Justiça para Merlino", pediam.
Disse a testemunha Joel Rufino, professor de 70 anos: "Fui preso um ano depois da morte do Merlino. Ouvi do carcereiro Oberdan que ele tinha sido barbarizado, as pernas ficaram gangrenadas e a única forma de salvá-lo era a amputação".
Merlino estaria com 63 anos. Integrante do Partido Operário Comunista (POC), ele foi preso em Santos, na noite de 15 de julho de 1971. No dia 19, seu corpo foi levado para o Instituto Médico Legal. A versão oficial: tentou fugir de uma escolta e foi atropelado na estrada.

Tintin ressurge nas telas do cinema em produção 3D

AE - Agência Estado

A amostra apresentada à imprensa na terça, em Paris, é de apenas 8 minutos, mas deixa claro que "As Aventuras de Tintin - O Segredo do Unicórnio", o herói criado pelo cartunista belga Hergé em 1929, não apenas ganhou mais animação e uma dimensão extra, fruto da versão 3D. Em uma produção que se anuncia impecável e execução técnica digna de seu diretor, Steven Spielberg, a versão cinematográfica dá vida nova a um dos personagens de quadrinhos de maior sucesso do século 20.


Essas primeiras impressões vêm não só dos extratos do filme - com estreia na Europa prevista para 26/10 e em 20 de janeiro no Brasil - mostrados à imprensa. Também sobressaem das conversas com Spielberg e Peter Jackson, diretor de "O Senhor dos Anéis", produtor de Tintin e diretor do segundo episódio da nova franquia, cujo lançamento deve ficar para 2012. Juntos, Spielberg e Jackson demonstram um cuidado em traduzir a obra de Hergé para o cinema com fidelidade. "Fomos absolutamente respeitosos", diz o diretor.

O cuidado tem relação direta com o sucesso obtido pelo cartunista belga. Ao idealizar o jovem jornalista, protagonista de Tintin au Pays des Soviets, a primeira tira da série (1929), Hergé criou um personagem com lugar garantido na memória de crianças e adultos. Aos menores, o menino loiro e de roupas engraçadas seduziu por suas aventuras ao lado de seu cãozinho Milou. Aos crescidos, impressionou seus temas políticos e seu mistério. Afinal, Tintin não tem passado, idade definida, família, namorada, amigos nem vida fora dos episódios dos quais participa.

A ausência de referências pessoais levava os leitores a se concentrarem no mais importante: a qualidade de suas histórias presentes. Corajoso e com apurado senso profissional, Tintin enfrentou bolcheviques prontos a matá-lo para impedi-lo de revelar ao Ocidente os desmandos da URSS. Com o mesmo tom crítico subliminar, ele combateu gângsteres que tomavam Chicago e minavam os EUA em "Tintin en Amérique" (1931). Além disso, protagonizou aventuras fantásticas nos quatro cantos do mundo. São essas histórias que Spielberg e Jackson agora adaptam ao cinema de animação, em uma espécie de Indiana Jones do século 21. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tribunal afasta juíza do caso Bruno

Tribunal afasta juíza do caso Bruno

Maria José Starling foi acusada pela noiva do goleiro de pedir R$ 1,5 milhão para libertá-lo. Oficialmente, porém, ela foi afastada por criticar desembargador

Denise Motta, iG Minas Gerais | 27/07/2011 21:22


enviar por e-mail
Tribunal afasta juíza do caso BrunoMaria José Starling foi acusada pela noiva do goleiro de pedir R$ 1,5 milhão para libertá-lo. Oficialmente, porém, ela foi afastada por criticar desembargador

* campos são obrigatórios
corrigir
Tribunal afasta juíza do caso BrunoMaria José Starling foi acusada pela noiva do goleiro de pedir R$ 1,5 milhão para libertá-lo. Oficialmente, porém, ela foi afastada por criticar desembargador

* campos obrigatórios

Foto: Arquivo Pessoal
A juíza Maria José Starling, afastada nesta quarta-feira
O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) afastou nesta quarta-feira da comarca de Esmeraldas. Ela foi a primeira a cuidar do caso, que agora está nas mãos da juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues.
A juíza é suspeita de negociar a venda de habeas corpus ao ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes de Souza, que aguarda julgamento pela morte de sua ex-amante Eliza Samudio. O advogado da juíza, Getúlio Barbosa de Queiroz, afirma que sua cliente é inocente.
Leia a cobertura completa do caso do goleiro Bruno
Segundo a noiva do atleta, a dentista Ingrid Calheiros, a juíza pediu R$ 1,5 milhão para libertar Bruno. Em junho, o goleiro foi à comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais e repetiu a história. O presidente da comissão, deputado Durval Ângelo (PT), acompanhou a votação que levou ao afastamento da magistrada.

Foto: AE Ampliar
Ex-goleiro do Flamengo, Bruno chora em audiência realizada em junho sobre suposto caso de extorsão revelado por sua noiva
Segundo o deputado, a juíza foi afastada por um processo administrativo movido por um desembargador do TJ. “No ano passado, ela mandou prender algumas pessoas e o desembargador mandou soltar, por entender que havia erro. Ela foi à imprensa e criticou o desembargador, que representou contra ela na corregedoria”, contou o deputado. De acordo com Durval, o placar pelo afastamento da juíza terminou em 23 votos a favor e apenas dois contra.
Durval também representou contra a juíza no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Neste caso, entretanto, o pedido de afastamento da magistrada refere-se ao suposto plano de venda de habeas corpus. O advogado da juíza não foi encontrado para comentar o caso envolvendo a representação do desembargador contra a magistrada.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Pouco decoro e chantagem de aliados desafiam de Dilma

quarta-feira, 20 de julho, 2011 por Josué Nogueira às 16:57
Fonte: Blog do Diário de Pernambuco: José Nogueira

A preocupação do ex-presidente Lula com o modo de a presidente Dilma Rousseff conduzir a crise no Ministério dos Transportes pode ter lá suas razões. Afinal, ela corre o risco de perder patrimônio político por desagradar ao PR.
Mas alguém tinha de dar um grito de independência e sair da condição de refém que o governo assume ao repartir os ministérios com aliados sem levar em contas critérios técnicos.
Se tiver de pagar um preço no Congresso por fazer uma “higienização” na pasta de Transportes, que assim seja.
A governabilidade é garantida pelo apoio dos partidos no Legislativo. Mas não só. A opinião pública tem peso nessa história e, por razões óbvias, está do lado da presidente.
Afinal, o cidadão está cansado de ver os impostos pagos escorrer pelos ralos de corrupção. Se a comunicação oficial souber associar a imagem do governo ao combate de desvios, Dilma poderá conquistar a simpatia e a confiança da sociedade.
A presidente está surpreendendo pela objetividade e firmeza em não ceder as pressões do PR. E espera-se que use o mesmo critério – afastar sumariamente os envolvidos em esquemas de corrupção, seja de que partido for – em situações semelhantes.
Claro que ela sabe das sequelas que esta postura pode provocar. Mas, ao romper com modo de governar que sempre fechou  olhos e ouvidos para denúncias de superfaturamento, licitações viciadas, tráfico de influência e mensalões, Dilma aponta para uma seriedadade que se achava impossível de existir justamente por conta da troca de apoio por cargo.
A postura da presidente aponta para uma evolução no trato dos governantes com a máquina pública. Lula, tarimbado negociador, poderia usar seu trânsito no Congresso para convencer os partidos de que chegou a hora de parar de se olhar para o próprio bolso. E que chantagem é prima-irmã da falta de decoro (para não dizer falta de vergonha).

terça-feira, 19 de julho de 2011

Está no ar o Conexão Passira

Está no ar o Conexão Passira. Um blog voltado para divulgação das notícias de Passira e região.