CONEXÃO PASSIRA: NO DIA EM QUE COMEMORA 135 ANOS, PALMARES GANHA ORLA E DUAS NOVAS PONTES.

Radio

terça-feira, 10 de junho de 2014

NO DIA EM QUE COMEMORA 135 ANOS, PALMARES GANHA ORLA E DUAS NOVAS PONTES.



No dia em que completa 135 anos de fundação e depois de ter sido quase devastada pelas enchentes de 2010 e 2011, a cidade de Palmares, na Zona da Mata Sul, tem muito a comemorar. De presente, o município ganhou, hoje (09/06), a Orla fluvial Poetas dos Palmares e duas novas pontes construídas em substituição às que foram arrastadas pela força das águas: a do Engenho Limeira e a do Riacho Guaraná. As três obras foram construídas pelo Governo do Estado, através da Coordenadoria de Engenharia e Arquitetura da Casa Militar. Só na Orla foram investidos mais de R$ 2,3 milhões.
Para o chefe da Casa Militar e coordenador da Operação Mata Sul, Mário Cavalcanti, também cidadão palmarense, a cidade vê se concretizar o sonho de ter uma orla urbanizada. “Os moradores veem, aos poucos, a cidade se transformar. Além dos quatro novos conjuntos residenciais, onde já entregamos 2,3 mil, das 2.610 casas previstas, concluímos a orla, duas pontes e temos mais uma ponte para inaugurar no próximo mês”, destacou.
A Orla Poetas dos Palmares já é considerada um novo equipamento de lazer. A Lei Nº 1968/13, aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito José Bezerra Cavalcanti tornou o espaço de utilidade pública e de preservação ambiental. A cidade é a primeira da Mata Sul a possuir uma orla fluvial urbanizada. “Vale salientar que os 113 imóveis comerciais que existiam naquele lugar foram retirados sem problemas com os proprietários, sem qualquer reclamação judicial”, acrescentou o chefe da Casa Militar.
A urbanização da orla do Rio Una tem 1,1 Km de extensão e aproximadamente sete metros de largura, margeando a Avenida José Américo de Miranda, a principal entrada da cidade. Foram construídos um calçadão com piso do tipo intertravado, ciclovia e pista de corrida. Ao final do talude foi erguido um guarda-corpo e entre o calçadão e a ciclovia haverá um jardim, com bancos de concreto, ao longo de toda a orla que no final ganhou um píer, com mirante, para contemplação do Rio Una.
As duas faixas da Avenida José Américo de Miranda permanecem no mesmo local. Em um dos lados, foi construído um estacionamento, inclusive com vagas para deficientes. A construção da Orla Poetas dos Palmares foi iniciada em julho de 2013 Já as pontes Engenho Limeira e Riacho Guaraná, além da Ponte Engenho Flor do Una, darão maior mobilidade aos veículos de passei e carga, beneficiando o escoamento da produção agrícola.
Apenas a ponte que dá acesso ao Engenho Limeira beneficiará diretamente 700 pessoas, permitindo o acesso aos engenhos da região, facilitando o escoamento da produção de cana de açúcar até as usinas. A obra está orçada em R$ 1,7 milhão. A outra ponte, que dá acesso à comunidade do Riacho Guaraná, representa um investimento de mais de R$ 1,6 e beneficiará três mil pessoas.
Para o chefe da Casa Militar, Mário Cavalcanti,  o Governo do Estado assumiu a tarefa de não só reconstruir o que a chuva levou, mas impedir que novas tragédias aconteçam. “Tudo que foi construído foi feito de forma melhor. Estamos fazendo obras como a orla e essas pontes de estrutura mais segura. Do mesmo jeito que fizemos melhores hospitais, melhores estradas e escolas”, assegurou.

Fonte: com informações da Assessoria de Imprensa da Chefia da Casa Militar

Foto: Ascom/Casa Militar

Nenhum comentário:

Postar um comentário